ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Rafinha sai direto do banco para ser essencial ao time do Cruzeiro

Rafinha sai direto do banco para ser essencial ao time do Cruzeiro

Basta uma olhada nas estatísticas do Cruzeiro nesta edição do Campeonato Brasileiro para entender a importância de Rafinha no esquema tático do técnico Mano Menezes. Mesmo não sendo um dos atletas que mais atuaram com a camisa celeste na temporada, o nome do meia aparece com frequência entre os cinco mais eficientes em vários quesitos. A entrega do jogador em campo a cada partida fez o meia cair nas graças dos torcedores e terminar 2017 como titular absoluto. Domingo, mesmo com a derrota para o Vasco, ele foi um dos destaques do time.

Das 74 partidas da Raposa neste ano, Rafinha esteve em 54 jogos, sendo 27 pelo Brasileirão, dois pela Sul-Americana, quatro pela Primeira Liga, oito pela Copa do Brasil e 13 pelo Campeonato Mineiro.

Se Rafinha estufou as redes adversárias apenas três vezes nesta edição do Nacional, ele foi decisivo para o time em muitas outras situações. Ele é, por exemplo, o quarto jogador que mais cruza certo. Com 19 acertos, perde apenas para Thiago Neves, Diogo Barbosa e Robinho. Rafinha ainda se destaca no quesito finalizações. Atrás de Thiago Neves, Alisson, Arrascaeta e Rafael Sóbis, o jogador é o quinto atleta celeste que mais chutou certo ao gol: 13 vezes.

Percebendo a importância de Rafinha para a equipe, a atual diretoria do Cruzeiro procurou o jogador e estendeu o vínculo do atleta até o fim da próxima temporada. Tranquilo na Toca, Rafinha torce agora para a permanência dos demais companheiros e para a chegada de reforços para o time estrelado entrar forte na temporada 2018, quando terá a disputa da Libertadores como seu principal objetivo.

“Essa renovação antecipada foi importante para mim e para o clube. Quanto mais jogadores permanecerem, mais será bom para a gente. A renovação do Mano Menezes, principalmente, também foi muito importante. Espero que todos os outros possam ficar, e vamos aguardar os reforços que devem chegar para que a gente possa estar ainda mais forte em 2018”, resume Rafinha. E no que depender do jogador, o clube não terá tanta dificuldade para fazer contratações. “Independentemente de disputar a Libertadores ou não, o Cruzeiro é um clube que todos os jogadores querem vir jogar aqui. Quem está aqui quer permanecer, e outros querem vir pela estrutura que o clube dá para o jogador. Claro que com a Libertadores isso aumenta ainda mais”, avisa o meia Rafinha.


Fonte: O Tempo

Escola do Trabalhador: governo oferece cursos grátis de Excel, inglês e espanhol

Escola do Trabalhador: governo oferece cursos grátis de Excel, inglês e espanhol

Escola do Trabalhador é uma plataforma de ensino a distância implementada pelo Ministério do Trabalho como forma de combater o desemprego. O serviço oferece cursos de capacitação online, gratuitos e sem a necessidade de escolaridade mínima nos doze eixos tecnológicos estabelecidos no Guia de Cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC) do Ministério da Educação. Cada um deles tem, em média, 40 horas de duração e requer apenas um computador ou outro aparelho com conexão à Internet.


Cursos disponíveis

Dentro de cada um dos eixos tecnológicos, a Escola do Trabalhador oferece um ou mais de cursos, como “Cuidando de pessoas idosas”, dentro de “Ambiente e saúde”; “Análise de investimentos”, em “Gestão de Negócios”; ou “Edição e tratamento de imagens”, como parte de “Produção cultural e design”.

Confira abaixo a lista de atividades disponíveis:

1) Informação e comunicação
- Segurança da informação

2) Ambiente e saúde
- Conhecendo o perfil do agente comunitário de saúde e o seu processo de trabalho
- Cuidando de pessoas idosas

3) Turismo, Hospitalidade e Lazer
- Agenciamento de viagens
- Espanhol aplicado ao trabalho
- Inglês aplicado ao trabalho

4) Recursos naturais
- Análise de Investimento
- Criando um negócio de sucesso
- Empreendedorismo na pesca

5) Desenvolvimento educacional e social
- Português básico para o mundo do trabalho

6) Produção alimentícia
- Higiene na indústria de alimentos

7) Segurança
- Segurança da informação

8) Produção cultural e design
- Edição e tratamento de imagens

9) Produção industrial
- Gestão da Qualidade

10) Gestão e negócios
- Análise de Investimento
- Comunicação escrita para o trabalho
- Criando um negócio de sucesso
- Demonstrações Contábeis e sua Análise
- Elaboração de folha de pagamento de empresas
- Fundamentos e Processos de gestão de Recursos Humanos
- Introdução ao Excel

11) Infraestrutura
- Análise de riscos na construção civil

12) Controle e processos industriais
- Processos industriais

Como funciona?

As aulas são feitas a distância e o aluno pode criar o seu próprio plano de estudo no EAD — Educação a distância — de acordo com a sua rotina e necessidade, precisando apenas respeitar o período de duração. Caso tenha interesse em se matricular em alguma das atividades, basta clicar no link "Inscrever, presente na tela de cada curso e preencher um formulário informando nome, CPF e e-mail.



Fonte: G1

Atlético atrasa salário e direito de imagem do mês de outubro

Atlético atrasa salário e direito de imagem do mês de outubro

Os jogadores do Atlético ainda não receberam os salários e os direitos de imagem do mês de outubro. O vencimento, que deveria ter sido pago no começo de novembro, estão atrasados. Segundo o diretor de futebol Domenico Bhering, os salários venceram no dia 7 e os direitos de imagem no dia 20 de novembro.

Porém, a direção atleticana já conta com um acordo com o grupo de atletas para poder quitar os vencimentos ainda em novembro.

De acordo com informação da reportagem, a folha salarial do Galo está na casa dos R$ 11 milhões mensais. Para 2018, o clube vai tentar reduzir os vencimentos em mais de R$ 4 milhões, situação que só será resolvida com o corte no investimento do futebol atleticano.

Para conseguir diminuir os vencimentos mensais, a direção atleticana vai diminuir o tamanho do elenco do Galo. Jogadores que recebem salários maiores deixarão o clube para 2018, após as eleições presidenciais.

Fonte: O Tempo

Governo de Minas faz o pagamento da segunda parcela para servidores

Governo de Minas faz o pagamento da segunda parcela para servidores

Depois de muita espera, o depósito referente à segunda parcela dos salários dos servidores do Executivo Estadual foram concluídos no início da noite desta segunda-feira (27).

Esta foi a terceira vez que a Secretaria de Estado de Fazenda (SEF) remarcou a data do pagamento dos salários de 20% dos servidores.

Na última sexta-feira (24), foi informado que o fluxo de caixa era insuficiente, e por isso, vinham acontecendo os atrasos.

Esse foi o maior atraso já registrado desde que o governo de Minas começou a escalonar os vencimentos do funcionalismo, em janeiro de 2016.
 

Fonte: O Tempo

Carro com deputado federal Newton Cardoso Jr. se envolve em acidente

Carro com deputado federal Newton Cardoso Jr. se envolve em acidente

O carro que transportava o deputado federal Newton Cardoso Jr. (PMDB) se envolveu em um acidente na noite de quinta-feira (23) na BR-354, na altura da cidade de Rio Paranaíba, na região do Alto Paranaíba. Apesar dos carros terem ficado bastante danificados na batida, ninguém ficou ferido, segundo a Polícia Militar Rodoviária (PMRv). 

Conforme a corporação, o acidente aconteceu na altura do km 328 por volta das 20h30. No local, os militares descobriram que tratou-se de uma colisão lateral envolvendo um Volkswagen Gol que seguia no sentido Carmo do Paranaíba / Rio Paranaíba e o Volvo que transportava o parlamentar mineiro. 

O motorista do carro de passeio relatou que se deparou com uma carreta que seguia no sentido contrário e invadiu a contra-mão. Assustado, ele teria jogado o Gol para o acostamento, mas acabou rodando na pista ao voltar para a rodovia, atingindo o carro do deputado na lateral. 


Fonte: O Tempo

Investigações da gestão Gilvan terão início na próxima semana

Investigações da gestão Gilvan terão início na próxima semana

O Conselho Deliberativo do Cruzeiro deve mesmo formar na próxima semana uma comissão para analisar as contas do clube na temporada. O pedido foi feito na quarta-feira (22) pelo conselheiro Guilherme Oliveira Cruz, que entregou uma carta ao presidente do conselho João Carlos Gontijo em nome de vários torcedores e conselheiros.

Eles exigem explicações sobre as contas da Raposa que tem cerca de R$ 50 milhões de ações na Fifa, atrasou por 15 dias os salários dos jogadores, situação que só foi regularizada nesta quinta-feira (23), e teve que se desfazer do lateral-esquerdo Diogo Barbosa para conseguir quitar parte dos débitos com os atletas.

A única situação que tirou o conselheiro do sério foi a entrevista coletiva do ex-vice presidente de futebol do Cruzeiro, Bruno Vicintin, para tratar da questão. Segundo ele, Bruno convocou uma entrevista exclusiva para explicar a situação, mas acabou desviando o assunto completamente. “Eu fico muito chateado porque o Bruno Vicintin convocou uma entrevista e tirou o foco dessa questão das contas que a gente está tentando esclarecer. Ele é muito bom em fazer isso. Ele teve atitude contrária aos interesses do clube. Está tirando o foco das respostas da carta que foi enviada para questões particulares entre ele e o Itair Machado, que não dizem respeito ao clube”, resumiu o conselheiro ao comentar a denúncia de Vicintin que teria sido ameaçado de morte pelo futuro vice-presidente de futebol, Itair Machado.


Fonte: O Tempo

Futuro presidente do Atlético conversa com Oswaldo e garante renovação

Futuro presidente do Atlético conversa com Oswaldo e garante renovação

Oswaldo de Oliveira vai continuar no Atlético como treinador em 2018. Uma reunião nesta sexta-feira, com o futuro presidente do Galo, Sérgio Sette Câmara, o comandante foi informado oficialmente que será o nome para comandar o clube em seu primeiro ano como mandatário atleticano.

A informação foi confirmada pelo SuperFC com um diretor ligado ao futuro presidente. Oswaldo de Oliveira conta com contrato com o Galo até o final do próximo ano e agradou ao clube mineiro pelos resultados obtidos no Campeonato Brasileiro.

Conforme o SuperFC informou há 15 dias, o Atlético chegou a pensar em trocar o comando técnico do clube para 2018. O nome de Jair Ventura esteve em pauta no clube. O comandante do Botafogo agrada a pessoas próximas ao futuro presidente Sérgio Sette Câmara. Porém, a opção foi para a manutenção de um nome de maior experiência.

O trabalho feito por Oswaldo de Oliveira no dia a dia do Galo agradou a cúpula atleticana. Dirigentes aprovaram o tratamento do experiente comandante com os jogadores e os resultados obtidos em campo e optaram em manter Oswaldo mesmo sem ter a certeza da classificação para a Libertadores de 2018.

O Galo depende de duas vitórias, nas duas rodadas finais do Brasileirão, contra o Corinthians e Grêmio, para seguir sonhando com a vaga para a próxima Libertadores. Apesar disso, Oswaldo está garantido para o novo ano, desde que Sérgio Sette Câmara seja eleito como novo presidente do Galo.

O clube mineiro vai passar por eleições presidenciais no dia 11 de dezembro. Fabiano Lopes Ferreira é seu opositor no pleito. Porém, até o nome da oposição já demonstrou que pretende seguir com Oswaldo de Oliveira no comando em caso de eleição.


Fonte:  O Tempo

Igualdade racial ainda está distante da realidade do país

Igualdade racial ainda está distante da realidade do país

RIO DE JANEIRO. O Brasil costuma se apresentar como uma nação predominantemente miscigenada, sem grandes tensões raciais, mas quanto mais escuro é o tom a pele de uma pessoa, maiores são os entraves para sua ascensão social.

A questão é tema de debates no Dia da Consciência Negra, celebrado nesta segunda-feira (20) em memória à morte do Zumbi dos Palmares, último líder de uma rebelião de escravos no Nordeste, assassinado em 1695 por colonos portugueses.

A escravidão foi abolida em 1888, mas a grande maioria dos descendentes dos quase 5 milhões de africanos trazidos ao Brasil ao longo de três séculos (quase a metade do total dos enviados à América) segue relegada à base da pirâmide social.

Os dados são implacáveis: na faixa dos 10% brasileiros mais ricos, 70% são brancos; e na dos 10% mais pobres, 74% são negros, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Dos brasileiros que se autodeclaram pretos e pardos negros (54% dos 208 milhões de habitantes), apenas 5% ocupam cargos executivos. Nos meios de comunicação, os negros são escassamente representados e, na publicidade, modelos negros aparecem pouco.

“O privilégio branco consiste em se beneficiar de uma série de vantagens sem pensar nisso como algo natural”, explica à AFP a historiadora Giovana Freitas, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Segundo uma pesquisa do instituto Locomotiva, os homens negros formados na universidade ganham 29% menos do que os brancos com qualificação similar; as mulheres, 27% menos do que as brancas.

Desde a adoção, há 15 anos, de cotas raciais para o ingresso nas universidades, sob o impulso de governos de esquerda, a proporção de negros e miscigenados que entram no ensino superior passou de 8% para 27%.

Essas políticas de ação afirmativa começaram a surtir efeito, mas seus beneficiários “ainda não foram incluídos no mercado de trabalho”, lamenta o gestor de programas de educação do Instituto Identidades do Brasil (ID_BR), Esteban Cipriano.

Privilégio branco

O “Jogo do Privilégio Branco”, lançado pelo Instituto Identidades do Brasil (ID–BR), expõe as desigualdades.

Linhas horizontais são traçadas no chão, e todos começam no mesmo nível. Eles dão um passo para trás para cada resposta afirmativa a perguntas ligadas a experiências de desigualdade. Ou para frente, se a resposta for negativa.

Situações diferentes, mas mesmo preconceito

As mentalidades evoluem, mas o preconceito racial ainda persiste no dia a dia. Na última semana, o ator Diego Cintra, 24, foi espancado em um terminal de ônibus em São Paulo por dois assaltantes. Ele pediu ajuda para os vigilantes do terminal, mas os ladrões o acusaram de ser o criminoso. E por ele ser negro, os vigilantes acreditaram na falsa versão.

Na semana anterior, o telejornalista William Waack, da TV Globo, foi suspenso após vazamento de um vídeo em que ele diz “Isso é coisa de preto”, comentando os insistentes buzinaços em uma rua no exterior do estúdio onde se preparava para entrar no ar.

Recentemente, uma marca lançou um papel higiênico na cor preta, com o slogan: “Black is Beautiful”. Diante da repercussão negativa, a empresa anulou a campanha, e a atriz (branca) Marina Ruy Barbosa, que aparecia no anúncio, fez um mea-culpa no Twitter.


Fonte: O Tempo

Tudo igual entre Cruzeiro e Vitória

Tudo igual entre Cruzeiro e Vitória

Em um duelo cheio de alternativas, Vitória e Cruzeiro se enfrentaram em Salvador, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, e ficaram no empate por 1 a 1. David marcou de pênalti para os baianos, no primeiro tempo. Na segunda etapa, Alisson igualou o marcador para a equipe mineira. Pior para o Vitória, que pode terminar a rodada na zona da degola. Com 40 pontos, o rubro-negro baiano pode ser superado pela Ponte Preta, que soma 39 e encara o Fluminense amanhã, no Rio de Janeiro.
Na luta contra o rebaixamento, o Vitória tratou logo de partir para cima do Cruzeiro. Logo aos 3 min, Patric avançou pela direita e cruzou forte. Fábio interceptou o lance que sobraria para David, sozinho, empurrar para o fundo das redes. Aos poucos, a Raposa foi acertando o meio de campo e começou a levar perigo ao rival, especialmente pelo lado direito, com Arrascaeta e Galhardo.
Equilibrado, o jogo seguia sem grandes emoções até o lateral esquerdo Bryan, infantilmente, colocar o mão na bola dentro da área, aos 19 min. Pênalti anotado pelo árbitro Luiz Flávio Pereira que Daivid não perdoou, abrindo o placar para a equipe baiana.
Após o gol, o Cruzeiro buscou ameaçar o Vitória, mas não conseguia superar a defesa baiana. O primeiro lance de perigo celeste veio somente aos 33 min, quando Léo, aproveitando má saída do goleiro Fernando Miguel, acertou a trave. Dois minutos depois, um lance polêmico que poderia determinar o empate da Raposa. Romero fez grande passe para Henrique, que de frente para o goleiro acertou uma bomba no travessão. A bola quicou dentro do gol, mas a arbitragem deixou o lance seguir.
Na saída para o intervalo, o volante Henrique ficou na dúvida se a bola realmente tinha entrado. "O Cruzeiro se portou bem, é continuar dessa forma que a gente chega ao emparte. Acho que a bola não entrou, foi um lance duvidoso", disse à reportagem da TV Globo.
No segundo tempo, o técnico Vagner Mancini fechou mais a equipe, para tentar explorar os contra-ataques. Já Mano Menezes avançou os laterais para buscar as jogadas de linha de fundo. Nos primeiros minutos, o Cruzeiro dominou o adversário, mas não conseguia levar perigo ao goleiro Fernando Miguel. A partir dos 15 min, o Vitória começou a se soltar mais em campo e buscar o ataque. A equipe baiana, porém, esbarrava nas más finalizações.
Perigoso, David obrigou Fábio a trabalhar bem, aos 24 min, em chute de frente para a meta celeste. E três minutos depois, o meia do Vitória quase marcou um golaço. David avançou, limpou dois defensores e tocou por cobertura. A bola por pouco não entrou.
Mas de tanto insistir, o Cruzeiro chegou ao empate. Aos 30, Bryan cruzou da esquerda e encontrou Alisson, que de peixinho marcou um belo gol para a Raposa. Justiça pela insistência da equipe mineira em campo.
O gol deixou o Cruzeiro animado. Aos 33, Élber avançou pela direita e foi puxado. O atacante caiu dentro da grande área, mas a arbitragem anotou falta fora. Na cobrança, Léo cabeceou com perigo, mas Fernando Miguel fez boa defesa.
Em situação delicada na tabela, o Vitória partiu pra cima do Cruzeiro, deixando a partida aberta. Apesar de boas descidas dos dois lados, baianos e mineiros não conseguiram superar os arqueiros. No final, um justo empate em Salvador.


Fonte: O Tempo

Tudo igual entre Cruzeiro e Vitória

Tudo igual entre Cruzeiro e Vitória

Em um duelo cheio de alternativas, Vitória e Cruzeiro se enfrentaram em Salvador, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, e ficaram no empate por 1 a 1. David marcou de pênalti para os baianos, no primeiro tempo. Na segunda etapa, Alisson igualou o marcador para a equipe mineira. Pior para o Vitória, que pode terminar a rodada na zona da degola. Com 40 pontos, o rubro-negro baiano pode ser superado pela Ponte Preta, que soma 39 e encara o Fluminense amanhã, no Rio de Janeiro.
Na luta contra o rebaixamento, o Vitória tratou logo de partir para cima do Cruzeiro. Logo aos 3 min, Patric avançou pela direita e cruzou forte. Fábio interceptou o lance que sobraria para David, sozinho, empurrar para o fundo das redes. Aos poucos, a Raposa foi acertando o meio de campo e começou a levar perigo ao rival, especialmente pelo lado direito, com Arrascaeta e Galhardo.
Equilibrado, o jogo seguia sem grandes emoções até o lateral esquerdo Bryan, infantilmente, colocar o mão na bola dentro da área, aos 19 min. Pênalti anotado pelo árbitro Luiz Flávio Pereira que Daivid não perdoou, abrindo o placar para a equipe baiana.
Após o gol, o Cruzeiro buscou ameaçar o Vitória, mas não conseguia superar a defesa baiana. O primeiro lance de perigo celeste veio somente aos 33 min, quando Léo, aproveitando má saída do goleiro Fernando Miguel, acertou a trave. Dois minutos depois, um lance polêmico que poderia determinar o empate da Raposa. Romero fez grande passe para Henrique, que de frente para o goleiro acertou uma bomba no travessão. A bola quicou dentro do gol, mas a arbitragem deixou o lance seguir.
Na saída para o intervalo, o volante Henrique ficou na dúvida se a bola realmente tinha entrado. "O Cruzeiro se portou bem, é continuar dessa forma que a gente chega ao emparte. Acho que a bola não entrou, foi um lance duvidoso", disse à reportagem da TV Globo.
No segundo tempo, o técnico Vagner Mancini fechou mais a equipe, para tentar explorar os contra-ataques. Já Mano Menezes avançou os laterais para buscar as jogadas de linha de fundo. Nos primeiros minutos, o Cruzeiro dominou o adversário, mas não conseguia levar perigo ao goleiro Fernando Miguel. A partir dos 15 min, o Vitória começou a se soltar mais em campo e buscar o ataque. A equipe baiana, porém, esbarrava nas más finalizações.
Perigoso, David obrigou Fábio a trabalhar bem, aos 24 min, em chute de frente para a meta celeste. E três minutos depois, o meia do Vitória quase marcou um golaço. David avançou, limpou dois defensores e tocou por cobertura. A bola por pouco não entrou.
Mas de tanto insistir, o Cruzeiro chegou ao empate. Aos 30, Bryan cruzou da esquerda e encontrou Alisson, que de peixinho marcou um belo gol para a Raposa. Justiça pela insistência da equipe mineira em campo.
O gol deixou o Cruzeiro animado. Aos 33, Élber avançou pela direita e foi puxado. O atacante caiu dentro da grande área, mas a arbitragem anotou falta fora. Na cobrança, Léo cabeceou com perigo, mas Fernando Miguel fez boa defesa.
Em situação delicada na tabela, o Vitória partiu pra cima do Cruzeiro, deixando a partida aberta. Apesar de boas descidas dos dois lados, baianos e mineiros não conseguiram superar os arqueiros. No final, um justo empate em Salvador.


Fonte: O Tempo

Com golaço de Otero, Atlético vence Coxa por 3 a 0

Com golaço de Otero, Atlético vence Coxa por 3 a 0

O futebol arte é marca brasileira, mas tem um venezuelano aí que anda querendo roubar pra si essa propriedade. Pelo menos no Atlético, quando Otero se arma para o disparo, o torcedor já prende o fôlego. Com essa refinada qualidade, o baixinho comandou a vitória alvinegra sobre o Coritiba, ontem à noite, por 3 a 0, no Independência. Foram dois gols, um deles, uma pintura, por cobertura, do meio-campo. Com o resultado, o Galo assume a 8ª posição na tabela. 

O Campeonato Brasileiro se encaminha para o fim, restando apenas dois adversários a enfrentar – Corinthians (fora) e Grêmio (casa). Por isso, a vitória foi importante e manteve viva a esperança alvinegra de conseguir uma vaga na Copa Libertadores do próximo ano. O Galo chegou aos 50 pontos, dois a menos do que o Botafogo, que fecha o G-7 com 52.

Finalista da Copa Libertadores e semifinalista da Copa Sul-Americana, Grêmio e Flamengo, respectivamente, podem ainda fazer o G-7 virar G-9, o que aumentaria a chance de classificação para a Liberta mesmo depois de uma temporada ruim.

Diferentemente das partidas em casa na temporada, o Atlético não ficou naquele lenga-lenga irritante e mostrou toda a sua propriedade, do início ao fim. Em sua segunda temporada pelo Galo, o venezuelano Otero, conhecido por seus chutes de longa distância provou por que faz um grande ano. Com apenas 4 min, ele disparou de fora da área para abrir o placar.

A noite chuvosa no Horto estava reservada também para pôr fim a um jejum pessoal. Maior zagueiro-artilheiro da história alvinegra, Léo Silva não marcava desde 16 de outubro do ano passado. Mas, na já manjada cobrança de lateral de Marcos Rocha, o capitão subiu mais alto e fez, aos 14 min, o 29º gol pelo clube.

Assustado, o Coxa, do ex-treinador atleticano Marcelo Oliveira, pouco conseguiu reagir. E o Galo manteve a sua intensidade. Dono do jogo, Otero fez o Horto vir abaixo com um golaço do meio campo, aos 30. Wilson ficou na saudade! Sensacional o baixinho, ovacionado e cumprimentado por todos!

“Chutei no gol e, na hora que entrou, foi uma felicidade muito grande. Nunca fiz um gol desse jeito. Gostaria de dedicar a toda minha família, à Venezuela, à torcida que está aqui e meu irmão (Jairo Otero), que está presente”, disse Otero, ao canal Premiere. O jogador chegou ao 14º gol com a camisa, 11 deles só em 2017.

O segundo tempo caiu bastante em instidade com relação ao primeiro. Em momentos diferente, Robinho, Valdívia e Elias deixaram o jogo, dando vez a Luan, Cazares e Gustavo Blanco. Como o volume de ataque caiu bastante, o Galo passou a administrar. Victor não sofreu grandes sustos.

Ficha Técnica

Atlético 3 x 0 Coritiba
Série A – 36ª rodada
Estádio: Independência
Árbitro: Sandro Meira Ricci (SC)
Gols: Otero (2) (A) e Leonardo Silva
Cartões amarelos: Léo, Alan Santos, Kleber, Márcio e Werley (C); Fred e Gustavo Blanco (A)
Público:
Renda:

ATLÉTICO
Victor
Marcos Rocha
Leonardo Silva
Gabriel
Fábio Santos
Yago
Elias
Otero
Valdívia
(Cazares)
Robinho
(Luan)
Fred
Técnico: Oswaldo de Oliveira

CORITBA
Wilson
Léo
(Daniel)
Werley
Márcio
William Matheus
Jonas
Alan Santos
Tiago Real
Dodô
Kleber
(Henrique Almeida)
Getterson
Técnico: Marcelo Oliveira

ATUAÇÕES
Victor – Bem quando acionado – 7
Marcos Rocha – Assistência; bem nas roubadas de bola – 7
Leonardo Silva – Voltou a mostrar a arma ofensiva – 7
Gabriel – Atuação segura na defesa – 7
Fábio Santos – Não apareceu tanto ao ataque – 6
Yago – Atuação firme na marcação – 7
Elias – Ajudou a distribuir o jogo – 6
(Gustavo Blanco) – Reforçou o combate – 6
Otero – Um veneno nos chutes de longe – 9
Valdívia – Muito mais ativo que em outros jogos – 7
(Cazares) – Incumbido de puxar os contra-ataques – 6
Robinho – Não consegui aparecer tanto – 5
(Luan) – Disposição de sempre; ajudou a marcar – 6
Fred – Poucas oportunidades na partida – 4

 


Fonte: O Tempo

Maia quer votar reforma da Previdência na primeira semana de dezembro

Maia quer votar reforma da Previdência na primeira semana de dezembro

O governo e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), chegaram a um acordo para tentar votar a reforma da Previdência no plenário da Casa na primeira semana de dezembro. O calendário foi discutido em duas reuniões na residência de Maia em Brasília, nesse domingo, um dia após o presidente Michel Temer decidir nomear o deputado Alexandre Baldy (sem partido-GO), um dos principais aliados do parlamentar fluminense, para o Ministério das Cidades.

Maia recebeu inicialmente Temer, ministros da área política e líderes da base aliada em almoço que se estendeu até o fim da tarde. Em seguida, foi a vez do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, se reunir por 40 minutos com o presidente da Câmara para discutir a votação da Previdência e outros projetos da agenda econômica, entre eles, o que altera as regras do Cadastro Positivo. "O Rodrigo sugeriu votarmos a Previdência na primeira semana de dezembro, provavelmente no dia 6", afirmou ao Estadão/Broadcast o líder do PMDB na Câmara, Baleia Rossi (SP), um dos presentes no almoço. Como a reforma está sendo analisada por meio de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC), ela precisa passar por duas votações no plenário da Câmara e, para ser aprovada, tem de ter votos de pelo menos 308 dos 513 deputados.

De acordo com Rossi, o texto final da reforma será discutido em jantar de Temer com parlamentares da base aliada, no dia 22, no Palácio do Alvorada, residência oficial da Presidência. Antes disso, nesta terça-feira Maia deve fazer uma reunião apenas com os líderes de partidos da base aliada para discutir que pontos do texto da reforma deverão permanecer ou não.

Embora sem votos ainda para aprovar as mudanças na Previdência, a avaliação nas reuniões foi de que o ambiente melhorou com as articulações para a reforma ministerial. As mudanças prestigiaram principalmente Maia, entre elas, a escolha de Baldy para Cidades, que também contou com apoio do PMDB e de partidos do chamado Centrão. Meirelles voltou a enfatizar no encontro a necessidade de que a proposta não seja desfigurada a ponto do ganho nas contas públicas ficar muito reduzido. O ministro quer manter uma economia acima de 50% daquela que se esperava com a proposta original. Mas os servidores fazem grande pressão para não serem alcançados com as mudanças, que podem ser reduzidas praticamente à fixação de uma idade mínima para aposentadoria e regras de transição.AO relator, deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA), em viagem oficial à Alemanha, vai apresentar esta semana uma proposta de emenda aglutinativa ao seu substitutivo já aprovado na comissão especial.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

PROGRAMAÇÃO


Clique para visualizar


MAIS LIDAS

Notícias mais lidas deste mês

Gerais

Esporte

Sem dados até o momento.

LOCUTORES

RECADOS

Últimos recados dos ouvintes

Envie mensagem para locutor

NOSSAS REDES SOCIAIS

SEGURE E ARASTE PARA OBTER INFORMAÇÕES

SOBRE

Vanguarda AM 1170 - Primeiro lugar no ibope

A Vanguarda,  é considerada através de pesquisa feita pelo Ibope, a emissora de maior audiência no Vale do Aço e está entre as principais do estado de Minas Gerais. Operando na freqüência AM 1170, no seu site www.vanguardaam.com.br e nos aplicativos disponíveis para as plataformas IOS e Android, conta com uma programação voltada para esportes, sempre presente na cobertura de grandes eventos,  jornalismo, prestação de serviços e entretenimento.
O início das operações da emissora foi no dia 1º. de dezembro de 1981, quando houve o lançamento da programação e a comercialização. Entretanto foi reservada a data de 28 de abril do ano seguinte para sua inauguração, por coincidir com o aniversário de Ipatinga. Intenção que perdeu o seu sentido quando comprovaram que o aniversário da cidade é, oficialmente, 29 de abril. 
O nome Rádio Vanguarda: Dar o nome de Rádio Ipatinga à emissora seria o ideal, mas pareceu excludente para os demais municípios da região. Foi então submetido entre uma equipe o nome Vanguarda, aprovado por unanimidade. Inicialmente a emissora funcionava ao lado do prédio onde hoje está instalada, ou seja em uma casa na Rua Itajubá 80. 

O Caráter Experimental: Em real experiência a emissora funcionou de 25 de outubro a 30 de novembro de 1981. Em 1º. de dezembro passou a operar em definitivo. A principio, a maior dificuldade encontrada foi o material humano, já que não havia, logicamente profissionais na cidade. Apesar desta realidade foi montada uma boa equipe. Hoje o quadro de locutores, apresentadores e redatores é basicamente de Ipatinga e região.Foi aberto espaço para vocações que não tinham como se revelar. Quantos aos equipamentos, a indústria eletrônica atendia bem ao mercado. Quanto ao mercado publicitário, a resposta foi surpreendente. O faturamento dos primeiros meses superou as previsões. 

A reação: Surpreendentemente foi como dar água a quem tem sede. A cidade que já havia atingido 150.000 habitantes, estava sedenta de comunicação e de integração através da noticia. A programação, a principio era musical, só com o tempo foram introduzidos, o jornalismo e o esporte. Uma das vantagens do rádio é que ele chega onde outros meios de comunicação não chegam. Daí a importância de seu jornalismo. 

O que representa o rádio? O Rádio é o mais poderoso veiculo de comunicação. Fala a todas as classes sociais. Aos analfabetos e aos letrados. Ao porteiro do prédio e ao morador de sua cobertura. A Escritora Rachel de Queiroz, que é nordestina, diz que no sertão do nordeste pode até faltar comida na panela, mas nunca pilha para o rádio.
Quando o rádio se instalou no Brasil as dificuldades eram muitas. Os radialistas amadores.Os anunciantes custaram a entender a importância do rádio. Equipamento e peças vinham, dos Estados Unidos. O Rádio se firma cada vez mais, como o maior veiculo de comunicação de todos os tempos. Ele está em todos os lugares. 


Nossa localização